PRIMEIRA UNIVERSIDADE SEM PROFESSOR É INAUGURADA NO VALE DO SILÍCIO

Alunos são avaliados pelos próprios colegas e escolhem, sozinhos, os conteúdos que desejam cursar

O Airbnb é a maior empresa de hospedagens sem ter nenhum quarto de hotel. A Uber é a maior empresa de transportes de passageiros sem ter nenhum veículo. O San Francisco Deltas, time de futebol nos Estados Unidos, vendeu todos os ingressos para a temporada de 2017 sem ter nenhum jogador. Legal isso, né?

Conheça agora a 42, primeira universidade sem professores do mundo, inaugurada no Vale do Silício, berço das empresas citadas no parágrafo acima. Essa região do mundo é tão inovadora que nós criamos um programa educacional exclusivo  para quem quer viver uma experiência por lá.

O modelo de ensino adotado pela universidade criada pelo empreendedor Xavier Niel combina ensino colaborativo e aprendizagem por projetos. Os alunos escolhem projetos, recebem ajuda dos colegas e buscam informação em fontes de pesquisas gratuitas disponíveis na internet. As avaliações são feitas pelos próprios colegas, escolhidos de forma aleatória.

A formatura dos alunos acontece quando eles atingem o nível 21 de desenvolvimento dentro do programa, que tem sua progressão semelhante às fases de um jogo. O prazo para formatura varia entre 3 e 5 anos.

Os criadores da universidade acreditam que o modelo de aprendizado que propõem seja melhor do que o método tradicional, que coloca os alunos numa posição passiva. Ou seja, eles esperam receber o conhecimento, ao invés de ir atrás dele.

Negócios inovadores como esse têm surgido no mundo todo. Se você quer entender melhor esse movimento de inovação na educação, participe do EdTech Class, um evento que vai debater o futuro da educação através das novas tecnologias.

E se você quer entender como é possível criar negócios inovadores como esse, conheça o Accelerator Day, maior evento sobre criação de startups do Brasil.

 

MATÉRIA ORIGINAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.