29º Prêmio Design MCB divulga resultado final

Júri elegeu 33 premiados e 41 finalistas entre 532 trabalhos inscritos
 O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, divulga os resultados do 29º Prêmio Design MCB, mais tradicional e longeva premiação da área no país, realizada desde 1986. No total, 33 produtos e trabalhos escritos dividiram os 1º, 2º lugares e menções honrosas em oito categorias e suas respectivas modalidades de protótipos e textos não publicados. Eles foram selecionados entre os 532 inscritos na 29ª edição do Prêmio por duas comissões independentes de jurados, coordenadas pelo arquiteto e designer Artur Grisanti Mausbach, para as categorias de produto, e pela designer gráfica Priscila Lena Farias, à frente do júri de trabalhos teóricos.

Entre os produtos e protótipos, a comissão julgadora destacou os trabalhos que apresentaram originalidade, inovação tecnológica e concepção formal além de questões de universalidade e sustentabilidade, que hoje são imprescindíveis. “Mais do que premiar, a avaliação dos trabalhos permitiu a reflexão sobre o percurso do design retratado pelo mais prestigioso prêmio do Brasil. Em uma análise mais ampla, ajudaram a entender como nos situamos, mestres ou aprendizes, no cenário mundial”, explica Artur Mausbach.

Em 2015, o edital da categoria trabalhos escritos delimitou o escopo para obras cujo tema central seja ligado ao design em suas diversas especialidades, levando em conta, principalmente, a crescente quantidade de títulos sobre design publicados por um número cada vez maior de editoras brasileiras e a ampliação do número de programas de pós-graduação em design. Isso diminuiu o número de inscritos para esta categoria, porém não afetou na qualidade das obras. “Os trabalhos escritos este ano incluem obras consagradas em versão revista e ampliada, e outras que colocam novas e inquietantes questões para o campo do design. Textos que merecem ser lidos em formatos que merecem ser vistos, e que devem ajudar a compreender o campo e estimular novas pesquisas e reflexões sobre ele”, destacou Priscila Farias.

Os produtos e publicações vencedores e os finalistas ficarão expostos no MCB a partir de 26 de novembro de 2015, quando acontece a cerimônia de premiação em homenagem aos participantes dessa edição. Além destes, o cartaz premiado e os sete finalistas do Concurso do Cartaz também estarão na mostra do 29º Prêmio Design, em cartaz até 31 de janeiro de 2016. No dia 27 de novembro, às 19h30, integrantes da comissão julgadora das categorias de produto conduzem o público por uma visita exclusiva a exposição no 3º Encontro com o Júri e no dia 28, às 14h, os premiados conversam com o público sobre seus trabalhos e o processo criativo.

O 29º Prêmio Design MCB tem o apoio de Bamboo, Arc Design, Paralela Gift, Abedesign, ADP, Senac, Arco e Ibis Hotel.

LISTA DE VENCEDORES (mais informações no site www.mcb.org.br)

*Construção
1º lugar: Linha Acqua, de Fabio Mauricio Faria Melo – Produção: Lorenzetti
– Protótipos
1º lugar: Stela, de Paulo Nogueira
Menção honrosa: Válvula Select, de Ana Lúcia de Lima Pontes Orlovitz e Laercio Oliveira de Figueiredo. Produção: Deca

*Eletroeletrônico
1º lugar: Brastemp b.blend, de Andrea Alvares – Design Team Whirlpool. Produção: Whirlpool Latin America
Menção honrosa: Enlite, de Rodrigo Dangelo e Carine Budziak Dangelo – Dangelo Di. Produção: Caliz/Sagitar
Menção honrosa: Purificador de água sensia, de Daniel Kroker, Valkiria Pedri Fialkowski e Luciano Moraes. Produção: Midea do Brasil S.A

*Iluminação
1º lugar: Wing, de Fernando Prado. Produção: Lumini soluções em iluminação
1º lugar: Luminária Isis, de Ricardo Heder – Lux Projetos. Produção: Luminárias Reka
Menção honrosa: Luminária ani, de Domingos Pascali e Sarkis Semerdjian – Pascali Semerdjian Arquitetos. Produção: Etel Interiores
Menção honrosa: Plano, de Fernando Prado. Produção Lumini soluções em iluminação
– Protótipos
1º lugar: Luminária tripé, de Tom Green. Produção: Solar iluminação
Menção honrosa: Luminária Arco, de Fernanda Couto Anjos, sob orientação de Marcelo Massaharu.
Menção honrosa: Anatole, de Carlos Alberto Quiroga.

*Mobiliário
1º lugar: Banco ratoeira, de Mariana Betting Ferrarezi e Roberto Hercowitz e Roberto Hercowitz – Em2 Design. Produção: Em2 Design
2º lugar: Frida, de Carolina Starke e Andrea Zanocchi.
2º lugar: Poltrona kei, de Marcelo Ligieri. Produção: Doimo Brasil
Menção honrosa: Clad, de Jader Almeida. Produção: SOLLOS
Menção honrosa: Twist, de Jader Almeida. Produção: SOLLOS
Protótipo
Menção honrosa: Espreguiçadeira adapta, de Bruno Paciello e Diogo Luz – D3design.

*Utensílios
1º lugar: Evo, de Rodrigo Dangelo – Dangelo Di. Produção: Signovinces
Menção honrosa: Linha de produtos jade, de Christian Klein e Heloisa Andrade. Produção: Jaguar Plásticos
Protótipo
Menção honrosa: Oscar, de Maria Ozi
Menção honrosa: Pinça laparoscópica, de Cristine Stuermer e Alex Terzariol. Produção: ITM SA

*Têxteis
Menção honrosa: Rebarbas, de Fernanda Yamamoto. Produção: FY CRIAÇÃO E COMÉRCIO (FERNANDA YAMAMOTO)
Protótipo
Menção honrosa: Taua: memorias entrelaçadas, de Nayron Aguiar da Silva, Ana Claudia da Silva Pereira, Bruno da Silva Ferreira, Hugo Balby Reale Junior, Nayara Camila Miranda Favacho e Rosaria das Neves da Cruz Vasconcelos, sob orientação de Yorrana Priscyla Maia de Souza

*Transporte
Protótipo
Menção honrosa: Embarcação de serviço e apoio – rio 2016, de Antonio de Oliveira Silickas. Produção: Antonio Silickas Yacht Design

*Trabalhos Escritos
1º lugar: O Gráfico Amador: As origens da moderna tipografia brasileira, de Valéria Fernandes Lamego, Mayumi Okuyama e Guilherme Cunha Lima. Edição: Verso Brasil Editora
2º lugar: Moda e Publicidade no Brasil nos anos 1960, de Maria Claudia Bonadio. Edição: Nversos
Menção honrosa: Móvel moderno no Brasil, de Maria Cecilia Loschiavo dos Santos. Edição: Editora Olhares
– Não-publicados
1º lugar: Mobilinea: Design de um Estilo de Vida (1959-1975), de Mina Warchavchik Hugerth sob orientação José Tavares Correia de Lira.
2º lugar: Design Participativo e Inovação Social: a influência dos fatores contextuais, de Chiara Del Gaudio sob orientação de Alfredo Jefferson de Oliveira e Carlo Franzato.
2º lugar: Estudo, análise e proposta de diretrizes a serem consideradas no projeto do produto óculos para o público infantil, de Iana Garófalo Chaves sob orientação de Cibele Haddad Taralli
Menção honrosa: Tramas de afeto e saudade: em busca de uma biografia dos objetos e práticas vitorianos no Brasil oitocentista, de Irina Aragão dos Santos sob orientação de Regina Maria da Cunha Bustamante.

JÚRI 29º PRÊMIO DESIGN MCB

Produtos
Myriam Tschiptschin Francisco, Fernando Molinari Reda e Artur Grisanti Mausbach (construção); Claudia Facca, Jorge Lopes dos Santos e Kleber Roberto Puchaski (Eletroeletronicos); Carlos Fortes, Giorgio Giorgi Junior e Luis Emiliano Avendano (Iluminação); Alexandre Santilli, Cristina Ortega Bertella e Cristiane Aun (Mobiliário); Débora Carammaschi e Miriam Levinbook (Têxteis); Ari Antônio da Rocha, João Bezerra de Menezes e Marcelo Oliveira (Transportes); Robinson Salata, Nelson Urssi e Paulo de Tarso Oliva Barreto (Utensílios)

Artur Grisanti Mausbach (coordenador da comissão avaliadora de produtos)
Arquiteto graduado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP) e atuante em design e arquitetura, educação e pesquisa. Em 2010, Artur Grisanti Mausbach obteve o título de doutor, pela escola de arte e design mais tradicional do mundo, o Royal College ofArt de Londres. O doutorado em design de veículos acentuou a ação de Mausbach nas áreas de estética automotiva e design sustentável, focos de sua pesquisa. Hoje, somando a arquitetura e urbanismo, Mausbach também trabalha como consultor internacional de design automotivo, além de ser palestrante e organizador de importantes conferências internacionais de design automotivo e sustentabilidade, e crítico de design em publicações internacionais. Destaque para o trabalho de consultoria para a Car Design Research, a colaboração para a Car Design News e a organização da Conferencia Internacional de Veículos Ecológicos, EVER, em Monaco. Trabalha como educador desde 1999, ensinado design e arquitetura em diversas instituições, dentre essas, a FAU USP, IED SP e a Universidade Anhembi Morumbi, onde também é coordenador dos cursos de Design de Interiores, Arquitetura e Urbanismo. Todas as suas pesquisas e programas de ensino refletem sua crença na incorporação do valor ambiental no design e na arquitetura.

Trabalhos escritos
Ágata Tinoco, Alécio Rossi, Alexandre Penedo, Andréa Almeida, Anna Paula Silva Gouveia, Auresnede Pires Stephan, Bianca Antunes, Cecilia Consolo, Charles Bezerra, Cibele Taralli, Clice Mazzilli, Cyntia Malaguti, Denise Dantas, Gisela Belluzzo de Campos, Giselle Beiguelman, Kathia Castilho, Leila Reinert, Mara Gama, Maria Helena Werneck Bomeny, Mariana Rachel Roncoletta, Marili Brandão, Milene Soares Cara, Mônica Moura, Patricia Amorim, Regina Cunha Wilke, Rodrigo Naumann Boufleur, Suzana Avelar, Tatiana Sakurai, Teresa Maria Riccetti e Zuleica Schincariol.

Priscila Lena Farias (coordenadora da comissão avaliadora de trabalhos escritos)
Designer gráfica formada pela FAAP, mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e professora da FAU USP, onde coordena o LabVisual – Laboratório de Pesquisa em Design Visual. É editora do periódico científico InfoDesign – Revista Brasileira de Design da Informação, e membro do corpo editorial de outras publicações da área de design, no Brasil e no exterior, tais como The Design Journal, Design and Culture, Information Design Journal e Journal of Communication Design. É autora do livro Tipografia Digital: o impacto das novas tecnologias (2ab), e de diversos artigos sobre tipografia, design e semiótica. É uma das coordenadoras da coleção Pensando o Design (Blucher), tradutora de obras sobre design gráfico (para Bookman, Gustavo Gili e Estereográfica), e organizadora de diversas coletâneas, como Advanced issues on cognitive science and semiotics (Shaker Verlag), e Design frontiers (Mexico, DF: Designio).

Sobre o Museu da Casa Brasileira
O Museu da Casa Brasileira se dedica às questões da cultura material da casa brasileira. É o único do país especializado em design e arquitetura, tendo se tornado uma referência nacional e internacional nesses temas. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, realizado desde 1986, e o projeto Casas do Brasil, que promove um inventário sobre as diferentes tipologias de morar no país.

SERVIÇO

Cerimônia de premiação e abertura da exposição do 29º Prêmio Design MCB: 26 de novembro às 19h30 – Entrada Gratuita
Visitação à exposição: de 26 de novembro a 31 de janeiro

Encontro com o Júri
27 de novembro, às 19h30 – Entrada gratuita

Encontro com os Premiados
28 de novembro, às 14h – Entrada gratuita

Local: Museu da Casa Brasileira (11) 3032.3727
Av. Brig. Faria Lima, 2705 – Jd. Paulistano

VISITAÇÃO
De terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos
Gratuito aos sábados, domingos, feriados e aberturas noturnas
Acesso a pessoas com deficiência / Bicicletário com 40 vagas
Estacionamento pago no local

Visitas orientadas: (11) 3026.3913 / agendamento@mcb.org.br
www.mcb.org.br

Informações para a imprensa – Museu da Casa Brasileira
Filipe Bezerra – (11) 3026.3910 | comunicacao@mcb.org.br
Bruno Dória – (11) 3026.3900 | analistacomunicacao@mcb.org.br

Informações para a imprensa – Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
Jamile Menezes – (11) 2627.8243 jmferreira@sp.gov.br
Gisele Turteltaub – (11) 3339.8243 | gisele@sp.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.